Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Como fica se eu sair da Sanepar?

Como fica se eu sair da Sanepar?

Empregados aposentados INSS

 

Empregado aposentado que entrou antes de 2002 e que venha a se desligar da Sanepar

O empregado aposentado no INSS, que aderiu ao SaneSaúde antes de 28/02/2002, que se desligar terá um prazo de até 30 dias após a rescisão contratual para solicitar junto à Fundação sua manutenção no SaneSaúde. Neste caso manterá as mesmas condições em relação ao subsídio da patrocinadora.

 Empregado aposentado que entrou depois de 2002 e que venha a se desligar da Sanepar

O empregado aposentado que aderiu ao SaneSaúde a partir de 01/03/2002 terá um prazo de até 30 dias após a rescisão contratual para solicitar junto à Fundação sua manutenção no SaneSaúde. Neste caso o ex-empregado aposentado poderá manter o plano vitaliciamente, mas pagando integralmente o valor da contribuição mensal, ou seja, o subsídio da Sanepar NÃO será mantido.

Empregados não aposentados INSS

 

Empregado não aposentado que entrou antes de 2002 e que venha a se desligar da Sanepar

O empregado não aposentado no INSS que se desligar da Sanepar terá um prazo de até 30 dias após a rescisão contratual para solicitar à Fundação a sua manutenção no SaneSaúde. Para este empregado as opções, de acordo com o Regulamento vigente, são:

  1. No caso do empregado não poder solicitar a aposentadoria junto ao INSS e resgatar no FusanPrev, poderá permanecer no plano de saúde por até 24 meses em caso de resgate no FusanPrev e irá arcar neste período com 100% do valor da contribuição mensal do plano de saúde.
  2. No caso do empregado que possua condições para se aposentar e faça a solicitação no INSS até a data de desligamento da Sanepar, poderá manter o SaneSaúde pagando 100% da contribuição mensal (autopatrocinado) até o momento em que seja concedida sua aposentadoria no INSS. Se a mesma for concedida com data anterior à data de desligamento, o beneficiário poderá solicitar a revisão da sua manutenção no SaneSaúde, com retorno do subsídio da patrocinadora, a partir de então.
  3. No caso de empregado que mantiver vínculo com o FusanPrev, o beneficiário poderá permanecer no plano de saúde por tempo indeterminado.

Não haverá participação da patrocinadora para empregados que não estão aposentados no INSS, mesmo que mantenham o benefício no FusanPrev.

– Empregado não aposentado que entrou depois de 2002 e que venha a se desligar da Sanepar

O empregado não aposentado deverá realizar a manutenção no SaneSaúde em até 30 dias da data de sua rescisão contratual.

O empregado irá arcar com 100% do valor da mensalidade do plano de saúde.

O empregado não aposentado que aderiu ao SaneSaúde a partir de 01/03/2002, que venha a requerer sua aposentadoria no INSS e esta seja concedida com data anterior à rescisão contratual, poderá solicitar a revisão da sua manutenção ao SaneSaúde, cabendo-lhe o direito de permanecer no plano por tempo indeterminado, porém não haverá o subsídio da patrocinadora.

Caso o empregado não solicite a aposentadoria no INSS, em caso de resgate do FusanPrev, ele poderá permanecer no plano de saúde por até 24 meses. Se o vínculo o com o FusanPrev for mantido, o beneficiário poderá permanecer no plano de saúde por tempo indeterminado, desde que tenha entrado no plano de saúde até 22/12/2017.

Não haverá participação da patrocinadora nos casos acima mencionados.