Vida

Vida

old-people-616718_1920

Vida

Charles Chaplin foi um gênio como ator com a boca fechada, na época do cinema mudo, e um filósofo com a boca aberta quanto externava seus pensamentos. Sou fã dos dois.

Para quem não o conheceu, vai aqui um exemplo de suas reflexões sobre a vida.

“Já perdoei erros quase imperdoáveis, tentei substituir pessoas insubstituíveis e esquecer pessoas inesquecíveis.

Já fiz coisas por impulso. Já me decepcionei com pessoas quando nunca pensei me decepcionar, mas também a outros decepcionei.

Já abracei para proteger. Já dei risada quando não podia.

Já chorei ouvindo música e vendo fotos. Já liguei só para escutar uma voz. Já me apaixonei por um sorriso.

Já fiz amigos eternos, já amei e fui amado, mas também já fui rejeitado e não soube amar.

Já gritei e pulei de tanta felicidade, já vivi de amor e fiz juras eternas, para, logo depois, quebrar a cara.

Já pensei que fosse morrer de tanta saudade e tive medo de perder alguém especial; e acabei perdendo. Mas sobrevivi e sigo aqui.

Porque, definitivamente, não quero só passar pela vida e você, amigo, também não deveria passar.

Viva intensamente, porque bom mesmo é ir à luta com determinação, abraçar a vida com paixão e viver com emoção.

Perder com classe e vencer com ousadia, porque o mundo pertence a quem se atreve

e a vida é muito, mas muito para ser insignificante.”

 (Fonte: Cbn – Coluna Renato Follador)

Comente,

até breve…muito breve! /*–*/

 

 

 

 

 

 

Últimas notícias

Reajuste do Plano SaneSaúde fica abaixo da Inflação

Com vistas a permitir a manutenção do equilíbrio atuarial e financeiro, a Fundação informa que...

Fusan comemora 40 anos com novo site

A Fusan está comemorando bodas de esmeralda. São 40 anos prezando pelo propósito, que é...