Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Fobia financeira: o que é isso?

Fobia financeira: o que é isso?

card

Fobia financeira: o que é isso?

Quando falamos sobre finanças, lidamos com aspectos emocionais e psicológicos, como a fobia financeira, que podem ser mais relevantes do que o fato de termos muito ou pouco dinheiro na conta bancária ou em investimentos. Esse conceito foi criado por pesquisadores da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, a partir do estudo Investment phobia, realizado em 2003.  E o que muita gente não sabe é que, como qualquer fobia (medo incontrolável de algo), a financeira também pode provocar sintomas físicos, como nervosismo, suor frio, taquicardia (aceleração dos batimentos cardíacos), enjoo, paralisação quando a pessoa precisa lidar com tudo o que envolve sua relação com dinheiro.

De acordo com esse estudo, uma em cada cinco pessoas no mundo vivencia essa dificuldade, evitando conversar – ou até apenas pensar – sobre temas que envolvem contas a pagar, planejamento financeiro, dívidas ou investimentos. O resultado disso não poderia ser pior: esse problema pode gerar graves resultados à saúde financeira, pois o medo de olhar para a realidade nessa área tão importante da vida pode fazer com que a pessoa adie decisões importantes para conquistar um benéfico e desejado equilíbrio financeiro.

Deixar de falar sobre dinheiro não diminui sua importância

É impossível ignorar a influência do dinheiro na vida de qualquer pessoa. Tanto que o estudo citado anteriormente mostrou que, em pesquisa realizada em 43 países (inclusive no Brasil), o medo de não ter recursos financeiros para o sustento atinge tanto mulheres como homens, sendo 20% da população mundial afetada pela fobia financeira.

Dessa forma, independentemente da origem dessa fobia, de nada adianta ignorar o tema e continuar vivendo da mesma maneira, principalmente se o controle financeiro foi perdido, gerando dívidas e adicionando mais estresse e mais insegurança no dia a dia. Superar esse problema pode não ser tarefa simples e talvez seja necessário contar inicialmente com ajuda psicológica e também com um profissional da área de finanças, como um(a) planejador(a) financeiro(a), para dar o suporte para a construção de uma nova realidade financeira. Porque um outro aspecto que o estudo de Cambridge mostrou é que 30% das pessoas se sentem mais felizes quando as finanças estão controladas.

Com ou sem fobia financeira…

… todos sabemos da importância que o dinheiro tem nas diferentes áreas da vida (saúde, alimentação, deslocamento, lazer, ajuda ao próximo, educação, realização de sonhos, envelhecimento etc.). Embora o tema principal deste post seja esse medo incontrolável de lidar com dinheiro, o fato de ele não existir para uma boa parte das pessoas não significa que elas saibam lidar bem com suas finanças, entendam a importância de olhar seu presente sem perder de vista o futuro e estejam construindo um patrimônio financeiro para viver com tranquilidade ao longo do tempo, compreendendo a importância de se livrar de dívidas e realizar investimentos.

No seu caso, qual é sua atitude em relação às suas finanças? Você já tem, pelo menos, a reserva de emergência? Você sabe o que é planejamento financeiro? Você sabe o que é independência financeira?

Espero que este conteúdo tenha sido útil para você.

(Fonte: Você e seu dinheiro)

Comente, até breve…muito breve! /*–*/

Últimas notícias

Quer aprender a cuidar do seu dinheiro de forma simples e leve?

A Abrapp-Associação Brasileira de Entidades Fechadas de Previdência Complementar acaba de lançar site exclusivo sobre...

Conheça os Candidatos aos Conselhos das Fundações Sanepar

Já estão disponíveis no site das Fundações as informações dos candidatos aos conselhos. Além de...