Comida caseira: veja dicas para montar uma marmita saudável

Comida caseira: veja dicas para montar uma marmita saudável

marmita_saudavel

Comida caseira: veja dicas para montar uma marmita saudável

Levar uma marmita para comer no trabalho pode ser uma alternativa mais saudável, prática e barata do que ir a um restaurante. Diante da crise econômica, essa pode ser uma solução para guardar dinheiro e, de quebra, aderir a uma alimentação nutritiva. Mas adotar o hábito demanda um cuidado especial com a preparação e conservação da comida caseira.

A nutricionista Adriana Pittelkow explica que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) orienta que alimentos cozidos não fiquem expostos à temperatura ambiente por mais de duas horas, pois assim podem se tornar foco de bactérias. “É importante deixar a marmita sempre na geladeira, com temperatura abaixo de 10°C”, adverte.

Como preparar uma marmita de comida caseira?

A nutricionista salienta que a marmita tradicional e saudável é aquela que traz a “combinação do brasileiro”. “Arroz, feijão, carne e alguma salada, que deve ser servida em outra embalagem, pois se for aquecida com a marmita quente, vai murchar”, aponta.

Na hora de preparar o almoço do dia seguinte, a comida deve sair direto da panela quente para a marmita, conforme sinaliza Adriana. “O tipo de embalagem faz diferença. A mais recomendável é a de isopor, porque conserva a temperatura. Há, também, opções de bolsas térmicas para o transporte”, lembra.

A especialista lembra que a marmita deve ser montada de acordo com a quantidade de um prato. “Ou seja, a salada deve ocupar metade do total”, esclarece. Além disso, ela desaconselha o exagero em um único grupo de alimentos. “Por exemplo: se levar batata, não precisa acrescentar arroz e macarrão”, resume.

Após retirar a marmita da geladeira, antes de comer, é importante aquecer o prato em uma temperatura de, no mínimo, 70º C. “Se a embalagem for de alumínio, aqueça a comida em banho-maria. Evite colocar recipientes plásticos no micro-ondas, pois contêm substâncias tóxicas que são liberadas através do calor e podem contaminar a comida”, adverte.

Dicas para acertar na marmita

Adriana chama atenção para alguns alimentos que devem ser evitados nas marmitas. “Especialmente os fritos, que levam molhos ou ovos, pois têm maior probabilidade de estragar e podem contaminar o resto da comida”, exemplifica. Outra dica é temperar a salada apenas na hora de comer.

“Quem quiser levar pratos como um bife à parmegiana ou massa com molho não pode deixar a marmita esfriar”, orienta a nutricionista. Especialmente porque o queijo e outros produtos lácteos precisam ficar na temperatura adequada para evitar a contaminação. Por isso, o consumo deve ser mais rápido.

Assim, a especialista pontua algumas orientações para quem deseja usufruir da marmita, sem correr riscos. “Escolha bem os alimentos, dispense frituras e não encha demais a vasilha, para não criar o hábito de consumir mais do que o necessário”, conclui. 

Receita de marmita saudável

Para quem deseja usufruir da prática da marmita para emagrecer, é possível investir em uma comida caseira saudável e saborosa. A nutricionista compartilha uma sugestão de cardápio:

 – Folhas verdes (alface, rúcula, couve chinesa, chicória, por exemplo). Tempere com limão, azeite ou vinagre

– 3 colheres (sopa) de espinafre refogado e 2 colheres de abobrinha e cenoura refogadas

– 2 colheres (de servir) de arroz branco ou integral

– 1 filé de frango grelhado pequeno ou médio, com tomate (120 g) picadinho por cima

– Uma fruta da época como sobremesa (pêra, maçã, banana ou caqui)

 Valor calórico: 510 kcal

(Fonte: Terra- Doutíssima)

Comente,

até breve…muito breve! /*–*/

Últimas notícias

Assinatura eletrônica nas contratações de Empréstimos também no APP Fundações Sanepar

Em julho deste ano implantamos a assinatura eletrônica nos contratos de empréstimos efetivados via autoatendimento,...

Fusan apresenta o Plano Gera aos aposentados do IDR

Nesta semana a Fusan esteve presente em Londrina e Maringá, nos dias 02 e 03...