Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Ah, no meu tempo!

Ah, no meu tempo!

pocket-watch-2031021_1920

Ah, no meu tempo!

Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças, disse o naturalista inglês Charles Darwin há 150 anos.

Hoje, numa era de alta tecnologia e de explosão de conhecimento, isso fica cada vez mais evidente.

Há 25 anos, no Brasil, uma linha telefônica- fixa, que era só o que existia- custava U$ 2,000.00 e levava dois anos ter uma instalada. Não havia celular, nem internet, nem caixa eletrônico.

Como o mundo mudou! E “adaptabilidade” é cada vez mais a chave do sucesso e o que vai separar profissionais protagonistas de coadjuvantes. Não digo que a modernidade é boa ou má, mas é a realidade. Nada mais ultrapassado que agarrar-se às âncoras de um passado que nunca mais vai existir. Ha métodos que em outro tempo e realidade deram certo, mas que agora não funcionam mais.

Tem gente que ao invés de se adaptar aos novos tempos quer que os novos tempos se adaptem a ela.

É fácil reconhece-los porque são aqueles que dizem:” ah, no meu tempo”!

Ah no meu tempo não tinha tanta baixaria na televisão, ah no meu tempo as crianças eram mais educadas.

Pode ser, mas as mudanças e os avanços sociais são inevitáveis, a evolução tecnológica irreversível, e só nos resta nos adaptar e ajudar a melhorar o ambiente em que vivemos.

Uma coisa tenho certeza: quem só diz “ah, no meu tempo” já morreu e não percebeu. Apenas está entre nós, para criticar.

(Fonte: Cbn – Coluna Renato Follador)

Comente,

até breve…muito breve! /*–*/

Últimas notícias

Por dentro do FusanPrev

Para entender como se dá o equilíbrio no FusanPrev, precisamos entender que a gestão de...

Proposta de alteração do Regulamento do Viva Mais Previdência

Na Fusan, a transparência é um valor fundamental. Acreditamos que a comunicação clara e acessível...