Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

7 dicas para cortar gastos no dia a dia

7 dicas para cortar gastos no dia a dia

payhomacou

7 dicas para cortar gastos no dia a dia

Há muitas alternativas para cortar gastos e conseguir a tão sonhada folguinha no orçamento. A seguir, listamos sete dicas que podem te ajudar a alcançar esse objetivo. Confira: 

1. Analise suas despesas atuais

O primeiro passo para cortar gastos e conquistar sua saúde financeira é fazer uma lista com todas as despesas que você tem hoje. Com esse levantamento, você já vai conseguir entender se o que você gasta é compatível com a sua renda.

Faça uma avaliação de todas as contas e verifique o que pode ser cortado ou ter o seu valor negociado/reduzido. Com pequenos ajustes, você pode conseguir uma redução interessante das suas despesas e fazer sobrar algum dinheiro no fim do mês. 

2. Revise suas assinaturas 

Hoje em dia, muitos dos serviços que consumimos funcionam por meio de assinatura: streaming de músicas e filmes, aplicativos e jogos são alguns exemplos. De forma quase imperceptível, essas despesas acabam gerando um custo importante. Você já parou para avaliar se realmente utiliza e precisa de todos os serviços por assinatura que contratou? 

Faça uma lista de todos os gastos, por menores que sejam, e avalie quais deles podem ser cortados o quanto antes. 

3. Reduza o consumo de delivery 

Os custos com delivery aumentaram consideravelmente com a chegada da pandemia. Aliás, o serviço tornou-se essencial em um momento em que todos precisavam ficar em casa para frear o avanço das contaminações pelo coronavírus. 

No entanto, mesmo com o alívio das restrições, muitos consumidores continuam com o hábito de pedir refeições com mais frequência do que poderiam. Já parou para pensar se esse hábito está prejudicando o seu orçamento? 

Faça uma visita pelos aplicativos de delivery e observe as datas e valores dos últimos pedidos feitos. Se perceber que está gastando mais do que deveria com esse tipo de despesa, uma boa dica é estabelecer uma frequência mensal de pedidos: escolha pedir refeições em casa uma ou duas vezes por mês, por exemplo, e se esforce para não fugir dessa meta. 

4. Fique de olho nos aplicativos de mobilidade 

Assim como os aplicativos de delivery, os de carona, como Uber e 99, também podem consumir parte importante do orçamento se não forem bem controlados. A dica anterior também pode ser aplicada aqui: verifique seu histórico de corridas nesses aplicativos e veja se você está gastando demais com eles. Para ter maior controle desse tipo de despesa, uma dica interessante é descadastrar seus cartões dos apps e inserir neles uma carga de crédito mensal. Assim, quando o valor estiver próximo de acabar, você já saberá que deve reduzir o consumo para não estourar o orçamento.

5. Verifique seu guarda-roupa

 Infelizmente, as compras por impulso já fazem parte da rotina de muitos consumidores, e a tentação de levar roupas novas para casa pode ser uma das grandes vilãs do orçamento. De tempos em tempos, quando sentir a necessidade de comprar peças novas, procure dar uma boa olhada no seu guarda-roupa para verificar se é realmente necessário.

Além disso, você pode aproveitar esse momento para ver o que não usa mais e que pode ser vendido ou doado. Alguns sites e aplicativos de desapego permitem que os usuários anunciem seus objetos usados e cobram uma pequena taxa pelos valores vendidos. Que tal procurar algumas opções? 

6. Pague suas contas em dia

A dica parece sem simples, mas pagar as contas em dia também é uma atitude que ajuda a cortar gastos. Dessa forma, você evita pagar juros e multas ou até mesmo gastar o valor em alguma outra coisa.

Uma dica interessante é acionar lembretes no seu celular com as datas de vencimento das suas contas. Cadastrá-las em débito automático também pode ajudar a manter os pagamentos em dia. 

7. Paga academia?

Avalie a necessidade desse serviço A mensalidade de academia é um clássico tipo de gasto invisível, que corrói o seu orçamento sem que você perceba. É claro que se você utiliza esse serviço no dia a dia o pagamento vale a pena, mas se você é daqueles que frequentam muito pouco a academia, vale a pena considerar a possibilidade de praticar exercícios em casa ou até mesmo ao ar livre e cancelar a assinatura.

Além disso, você pode contar com o apoio de vídeos na Internet e aplicativos gratuitos que te ajudam a praticar diversas modalidades de atividades físicas.

(Fonte: Serasa)

Comente,

até breve…muito breve! /*–*/

Últimas notícias

Quer aprender a cuidar do seu dinheiro de forma simples e leve?

A Abrapp-Associação Brasileira de Entidades Fechadas de Previdência Complementar acaba de lançar site exclusivo sobre...

Conheça os Candidatos aos Conselhos das Fundações Sanepar

Já estão disponíveis no site das Fundações as informações dos candidatos aos conselhos. Além de...