Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

7 alimentos que servem de proteção para o coração

7 alimentos que servem de proteção para o coração

oatheart

7 alimentos que servem de proteção para o coração

Além de se exercitar, alguns hábitos alimentares também ajudam a reduzir os riscos de doenças no coração. Então, temos 7 dicas para você!

Aveia: pesquisas apontam que o consumo de 3 g ou mais de fibras solúveis por dia, algo que é encontrado, entre outros, na aveia, auxilia na redução dos níveis do colesterol ruim (LDL).

Nozes: estudos sugerem que comer 42 g por dia de amendoim, amêndoas, pistaque ou nozes pode reduzir os riscos de doenças cardíacas por manter os níveis do bom colesterol “em dia”. Isso corresponde a 48 pistaches ou 25 amêndoas, aproximadamente.

Peixe: fornece ômega-3, gordura essencial para a saúde do coração. Esse ácido graxo desacelera o depósito das placas que contribuem para o estreitamento das artérias e para o aumento dos riscos de problemas cardíacos. Recomenda-se comer duas porções de peixes como salmão, sardinha ou atum por semana.

Chá verde: contém antioxidantes poderosos que reduzem o colesterol ruim e baixam a pressão. Além disso, protege as artérias do coração, mantendo-as flexíveis e relaxadas, ou seja, mais capazes de lidar com os aumentos e quedas de pressão sem grandes complicações. Os antioxidantes presentes no chá também previnem a formação de coágulos, principal causa de um ataque cardíaco. Três a quatro xícaras por dia são suficientes.

Soja: As proteínas da planta ajudam a baixar o colesterol. Em 2006, um estudo da Associação Americana para o Coração revelou que a proteína da soja reduz mais os níveis de colesterol do que uma dieta pobre em gorduras ou colesterol. A soja também é rica em gorduras poli-insaturadas e fibras, dois nutrientes que comprovadamente fazem bem ao coração.

Feijão: Uma xícara por dia dá ao corpo ao menos 300 microgramas de folato. Essa é a quantidade mínima para  reduzir em 20% os riscos de um derrame e em 13% as chances de uma doença cardíaca. Se não curte feijão, procure incluir na dieta essas alternativas: laranja, que tem 55 microgramas do nutriente; espinafre, que possui 58 microgramas; alface romana, com 62 microgramas por xícara.

Azeite: deixe o óleo de lado e aposte no azeite de oliva extravirgem, que possui a maior concentração de polifenóis, poderosos antioxidantes anti-inflamatórios e anticoagulantes.

(Fonte: Terra)

Comente,

QUE VOCÊ TENHA UMA ÓTIMA SEXTA-FEIRA! /*–*/

Últimas notícias

Não está se sentindo bem? Conte com a Telemedicina

Além da facilidade de realizar suas consultas em qualquer lugar, sem sair de casa, utilizando...

Fundação Sanepar em busca de novos credenciados

Com o objetivo de ampliar e qualificar a rede credenciada do SaneSaúde, a Fundação iniciou...