6 segredos de finanças para pais de primeira viagem

6 segredos de finanças para pais de primeira viagem

finanças pais primeira viagem

6 segredos de finanças para pais de primeira viagem

Infelizmente, falar sobre dinheiro ainda é um tabu em muitas famílias brasileiras. O que muitos pais não sabem é que falar sobre finanças com seus filhos podem leva-los a serem adultos muito mais responsáveis e críticos sobre seu dinheiro. Falar sobre salários, orçamento familiar ou dívidas contraídas por algum membro da família é fundamental para criar uma boa relação da criança com o mundo das finanças.

O site Finanças Femininas elencou algumas dicas sobre finanças para os pais e mães abordarem com seus filhos, confira alguns destaques a seguir:

 1. Ensine finanças pelo exemplo

 Por muito tempo – ou talvez a vida toda – os pais serão a grande referência da vida dos filhos. Então, reveja suas atitudes financeiras e, se necessário, mude! Crianças, adolescentes e adultos consumistas são reflexo dos pais. Pense nisso.

 2. Poupe dinheiro para o futuro do seu filho

 Mesmo antes de ele saber mexer com dinheiro, é bom você e seu companheiro(a) prepararem o futuro da criança. Juntem um dinheiro e apliquem de alguma forma para que ele fique rendendo nos próximos anos para os seus filhos. Uma alternativa pode ser um plano de previdência, mas existem várias boas opções no mercado financeiro para investimentos de longo prazo com baixo risco. Pesquise e parta para esse investimento a longo prazo. É um presentão!

3. Converse sobre dinheiro

 O assunto dinheiro costuma ser um tabu entre as famílias. Por mais que não se sinta à vontade para falar sobre essa questão, compartilhe seus pensamentos e explique qual é a relação com dinheiro para seu filho. Não há mal nenhum e você consegue assim passar os seus valores para ele.

4. Seja sincera sobre finanças

 Crianças são questionadoras, espere por isso. Mesmo nas perguntas embaraçosas há uma saída: a verdade. Perguntou quanto é o seu salário? Uma saída pode ser dizer um número que seja elevado na cabeça dele, mas que represente só uma parte da verdade. A questão aqui não é não dizer a verdade, mas sim não passar a imagem para eles de que com o seu salário você pode tudo. Crianças levam um bom tempo para compreender ordens de grandeza. Por isso, evite confundi-las mais ainda.

5. Mostre como questionar

 Quando virem, ouvirem ou lerem uma propaganda, ensine-os a questionar a real necessidade do item que está sendo divulgado. Querer tudo é normal, mas ajude o seu filho a se tornar uma pessoa que possui espírito crítico e não age só por impulso. Esteja aberta a ouvir todos os pensamentos do pequeno. Em seguida, pense junto deles e tire dúvidas.

 6. Fale sobre valores e trabalho

 Perto dos dois anos e meio, a criança já entende o que é dinheiro e o poder de compra. Para saber quando isso acontece, é só esperar a hora em que ela começa a pedir coisas. Este é um momento delicado da sua relação. Deixe claro quais são seus valores e explique como consegue o dinheiro do mês. Dê exemplos próximos a ele. É um trabalho para ser feito aos poucos, mas que trará grandes resultados no futuro.

(Fonte: Finanças Pessoais)

Comente,

até breve…muito breve! /*–*/

Últimas notícias

Reajuste do Plano SaneSaúde fica abaixo da Inflação

Com vistas a permitir a manutenção do equilíbrio atuarial e financeiro, a Fundação informa que...

Fusan comemora 40 anos com novo site

A Fusan está comemorando bodas de esmeralda. São 40 anos prezando pelo propósito, que é...