ACESSO RÁPIDO

10 dicas para lidar com a raiva no trabalho

Início / Blog / 10 dicas para lidar com a raiva no trabalho

10 dicas para lidar com a raiva no trabalho

Uma companhia pode parecer girar em torno de lucros, estratégias, produtos, inovações, capital, investimentos – todos os processos e objetivos de uma operação. Mas, por trás de todos os componentes centrais de uma empresa em andamento, está a relação entre os indivíduos que pensam, criam, tomam decisões e fazem as coisas acontecerem.

Relacionamento faz parte do negócio. Não se trata de relações abstratas, como as com “buyer personas” (arquétipos de clientes reais que ajudam profissionais de marketing a elaborar estratégias para promover seus produtos e serviços) ou as institucionalizadas do departamento de atendimento ao cliente ou recursos humanos. Mas sim a interação que os funcionários têm entre si como colegas de trabalho.

As relações humanas, seja entre dois indivíduos ou dentro de um grupo, são, por natureza, ligadas à emoção, história pessoal, temperamento e necessidades de cada pessoa envolvida. Quanto maior a pressão do ambiente, mais intensa será a reatividade emocional.

Por tudo isso, é inevitável viver momentos de raiva ou ficar extremamente irritado no trabalho. Quando você perde uma promoção. Ou quando alguém recebe o crédito pelo seu trabalho ou rouba uma ideia sua. Quando uma promessa não é cumprida. Ou, ainda, quando alguém de quem você gosta acaba se revelando uma outra pessoa, com atitudes diferentes daquelas que você esperava.

Há outra razão pela qual, inevitavelmente haverá momentos de alto estresse no trabalho. A mente opera, muitas vezes e inconscientemente, deslocando sentimentos de uma parte da vida para outra. Então, se você está muito chateado com algo no âmbito pessoal, é possível que se sinta excessivamente enfurecido no trabalho em uma situação que, em outras circunstâncias, não teria evocado uma reação tão intensa.

Felizmente, há ações que podem ser tomadas quando se está com muita raiva no local de trabalho. E, o mais importante: saber quais atitudes evitar.

Muitas das dicas envolvem conselhos para pensar – e não por acaso. A raiva é um sentimento intenso, que acomete todo mundo. Crescer no trabalho significa ter autocontrole e disciplina. O que significa pensar antes de agir e tomar uma atitude somente quando as emoções estiverem estáveis.

1. Respire e faça uma pausa

Lide com o equilíbrio da sua mente e do seu corpo em primeiro lugar. Não respire fundo uma vez, mas três vezes. Inspire lentamente contando até cinco, expire devagar em sete tempos e sopre a pressão no final. Você ficará surpreso com a diferença imediata. Beba um copo de água, faça um lanche rico em carboidratos. Mude o cenário físico. Saia e observe intencionalmente coisas que não se relacionam ao trabalho, como flores, outdoors e pessoas.

2. Separe as coisas

Separe sentimentos de ações. Você está com raiva, isso é um sentimento. A atitude que você toma é uma ação e ela requer planejamento e estratégia. A psicologia popular aconselha, muitas vezes, a expressar – e não reprimir – os sentimentos, mas na verdade nem sempre deve ser assim. Pelo menos não com frequência. Apenas quando for produtivo e a intensidade do sentimento amenizar.

3. Evite confrontos imediatos

Não confronte a pessoa que for o motivo da sua raiva sem antes pensar muito e pesar as possíveis consequências – o que você espera ganhar e o que pode perder com isso.

4. Reflita

Tire um momento para pensar sobre o que poderia acentuar a intensidade da sua reação. Você está chateado com alguma situação em casa? O comportamento da pessoa com quem você está zangado o lembra alguém no passado?

5. Reflita mais uma vez

Pense nas suas ações que podem ter contribuído para a situação. Você estava quieto demais em uma reunião de equipe? Você realmente solicitou o que precisava no trabalho ou apenas esperou que viesse pronto do seu jeito?

6. Respeite o prazo de 24 horas

Nunca envie um e-mail sobre a situação, para quem quer que seja, nas primeiras 24 horas do ocorrido.

7. Tome cuidado

Tenha muito cuidado ao reclamar com colegas de trabalho.

8. Faça um retrocesso e uma projeção

Tente elaborar, mentalmente, uma história sobre o ocorrido. Volte ao ponto inicial da sequência de eventos que o levaram ao acesso de raiva. E, então, veja se consegue imaginar a história no futuro. Tente fazer paralelos com roteiros de filmes, para identificar situações semelhantes. As pessoas sentem raiva desde o início dos tempos. Logo, seria raro ninguém ter passado por uma situação parecida antes. Assim você se sentirá menos sozinho e se acalmará no processo.

9. Volte ao trabalho

Volte para o trabalho, seja ele qual for. Quanto mais intensa sua raiva, mais operacional deve ser a tarefa na qual você deve se concentrar. Reescreva sua lista de obrigações, organize suas anotações, limpe sua mesa, esvazie a sua caixa de entrada. Quando você se acalmar, poderá enfrentar um trabalho mais desafiador e estratégico.

10. Mantenha a igualdade

Sinta-se quites. Apenas jogue o jogo e seja cuidadoso. Se você está sendo maltratado, ignorado ou humilhado, pense em qual seria a melhor forma de reparar o erro. Lembre-se das sábias palavras do poeta George Herbert:
“Viver bem é a melhor vingança”.

(Fonte:Forbes)

Comente,

até breve...muito breve! /*--*/

Comentar

Filtered HTML

  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <blockquote> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd>
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de sites e e-mails serão transformados em links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são gerados automaticamente.
COMPARTILHE: 

Últimas do blog